Experimento com 31 híbridos de milho desenvolvido na área experimental do Centro de Pesquisa da Agrícola Andreis em Corbélia passa por nova avaliação de consultores técnicos.

Compartilhe

Após quase 1 mês da última visita, o time de consultores técnicos da Agrícola Andreis voltou ao local para avaliar o desenvolvimento dos materiais.

A Coordenadora do Centro de Pesquisa, Bruna Andrade, explica que entre os aspectos analisados pelos profissionais o que mais chamou atenção foi Fusariose da Espiga, Doenças Foliares e Sintomas de Enfezamento causados por cigarrinha mais evidentes na fase reprodutiva do milho. “O período de molhamento foliar associado aos dias de baixa temperatura tem propiciado doenças de fungos necrotróficos, microrganismos esses que sobrevivem na palhada.

Assim, avaliações como essas propiciam aos técnicos conhecimento a campo do comportamento e a resposta dos diferentes híbridos à diversidade de pragas e doenças na safrinha 2023.”

Acessoria.